GNA

De Projeto Portal

Nós temos o DNA, que é nosso código genético. O GNA é o complemento desse código, como se fosse o nosso DNA transmutado para energia.

Então, o GNA é uma célula transformada em energia, através de um flash de luz vindo de uma nave, dos seres, do espaço, implantada em nosso pescoço, na região da nuca (mais raramente pode acontecer nos quadris das mulheres).

Algumas pessoas têm o GNA ativo, outras não. Quem nasceu de 1971 para cá, já tem a aura prateada, já tem o GNA ativo. Quem nasceu antes, tem que ativá-lo.

Quando os seres jogam raio de luz na nossa nuca, o GNA é ativado. Essa célula, ao ser desenvolvida, projeta-se ao oposto dela: ela estando à direita, projeta a sua correspondente à esquerda, na mesma posição. Por exemplo: se ela está a um centímetro da face, no pescoço, a exatamente um centímetro do mesmo ponto ela vai transmutar outra célula, com a mesma energia.

E o processo continua. Ela vai se projetando para cima, para baixo e assim sucessivamente, transmutando células - matéria em células - energia, até que todas sejam energia.

É assim que a paranormalidade se desenvolve mais rapidamente. Todo mundo é paranormal, mas nem todos sabem usar essa energia. Manifestações paranormais de efeitos físicos (entortar, quebrar objetos) significam que você conseguiu desprender energia na matéria. E essa energia é desprendida com ativação, com desenvolvimento do GNA.

Para ativar existem técnicas, exercícios que serão passados, ao longo do nosso curso. Se você se dedicar, vai conseguir ativar o seu GNA, a sua paranormalidade.

E por que os seres implantaram essa célula - energia?

Para acelerar nosso processo de evolução. Transmutar nosso metabolismo para energia, despertar nossa consciência, fazer com que acessemos o conhecimento cósmico, os arquivos passados. Nós estamos aquém de nossas reais capacidades paranormais.

Nós viemos aqui de uma outra dimensão. A evolução, a teoria espiritual, diz que o ser humano está aqui para evoluir. Já passou por outras esferas, outros mundos. Veio para a Terra para uma missão, um trabalho e, pela densidade da matéria, nós acabamos perdendo a consciência do que viemos fazer aqui.

O mundo tridimensional bloqueia o nosso conhecimento, então é difícil você desenvolver a vidência, a percepção, a premonição, a telepatia, a clarividência, tudo o que abrange o grupo psigama, a região livre do cérebro. E vamos trabalhar para o desenvolvimento de tudo isso, para o despertar. Pois nós sabemos, sentimos que viemos à Terra para fazer alguma coisa, mas não sabemos o quê. Temos uma missão, não viemos aqui para ficar nessa vida diária, porem não sabemos por onde começar. E é por isso que estamos aqui, nos reunindo para reativar nossa mente.

Segundo os seres, mais tarde, até o DNA se transformar em energia, ele terá doze hélices e não apenas duas.

E é possível ver-se a nave que joga o flash de luz de implante do GNA, os seres liberaram para que pudéssemos vê-Ia. Ela fica parada no céu, perto das Três Marias, um pouco acima da Constelação de Órion. Às 22hs é o melhor horário. Você mentaliza que quer ver a nave que implanta gens e ela joga um flash de luz, como se fosse alguém tirando uma foto sua. Joga uma luz prateada.

Se você mentalizar, ela joga dourada, vermelha ou violeta. Violeta é a luz de convite para contato direto com os seres. O telescópio Hubble já localizou essa nave e os americanos estão bastante preocupados com ela.

As sensações de quem tem o GNA ativo são: enxaqueca constante, dor na região cervical, tensão na musculatura, o pescoço estala muito, zumbido nos ouvidos (uma pressão que não é arterial, nem é labirintite). Se a pessoa tem essas sensações, vai ao médico e não descobre nada, isso é excesso de energia, é o GNA ativo.

Os nascidos de 71 para cá, em que o GNA já está ativo (aura prateada), já têm todas as energias, a paranormalidade, só que não sabem como controlar. São os que mais têm energia, estão preparados para contatos de 3º, 4º e 5º graus.

Os que nasceram antes, têm de desenvolver o GNA, para tomar sua aura prateada e ter as mesmas aptidões.

Ferramentas pessoais